Capas para Facebook

Adicionar artigo ao twitter

Santo do dia 15 de Maio




Santo do dia 15/05

Santo Isidoro - Lavrador

Santo Isidoro nasceu no ano 181, em Madri. Era filho de camponeses. Foi casado e teve um filho, trabalhava como rendeiro no árduo trabalho do campo, para sustentar sua família. Contam que seu patrão quis surpreende-no pelo que ouvia falar que Isidoro ficava rezando ao invés de trabalhar, indo ao campo indagou: Isidoro, de onde eram as duas juntas de bois que trabalhavam a seu lado e desapareceram quando cheguei? E ele respondeu: Não sei patrão, pois meu único socorro é Deus. Eu invoco-o no começo do meu trabalho e não o perco de vista do resto do meu dia.

Morreu no dia 15 de maio do ano 1170 e foi sepultado no cemitério de Santo André de Madri. Foi canonizado no dia 22 de março de 1622, juntamente com Santo Inácio de Loyola, São Francisco Xavier, Santa Teresa de Ávila e São Felipe Neri.
 

Torquato (Bispo)

O distintivo dos altos funcionários etruscos era uma pesada cadeia de ouro ao redor do pescoço chamada "torques", certamente porque retorcida, do verbo latino torques (torcer) daí deriva o nome de Torquato, que foi usado no tempo dos romanos. Entre os santos existe um Torquato muito antigo, que viveu exatamente no século I. Seu culto é bastante popular na Espanha, onde é considerado um dos antigos evangelizadores da península ibérica.

Conforme a antiguíssima tradição espanhola, os apóstolos Pedro e Paulo, em Roma, ordenaram sacerdote Torquato e mais 6 companheiros, enviando-os à Espanha, ainda pagã, para convertê-la a fé. Desembarcando em Cádiz, os 7 apóstolos começaram a pregar e sobretudo a operar milagres, que lhes valeram a admiração e o respeito. As conversões se multiplicaram e Torquato ficou na cidade de Cádiz, da qual tornou-se e primeiro bispo. Os outros se dirigiram para outras cidades da Espanha meridional: Vergium, Ávila, Portillo, Elvira, Gibraltar e Andújar.

Não se sabe de que maneira os sete missionários, e em particular Torquato, encerraram a sua vida. Sabe-se, porém, que o seu culto é muito antigo e vivo na Espanha, nas diversas cidades já mencionadas, que se orgulham de tê-los como fundadores de suas igrejas e padroeiros. Em Cádiz, uma antiga igreja é dedicada a S. Torquato. O seu corpo se encontra no mosteiro de São Bento, perto de Orense, na Galícia. Há quase 20 séculos ele é honrado como o primeiro da imensa fileira de cristãos que levaram a luz do Evangelho à Espanha, fato que não tem confirmações documentais, mas só o peso de sua tradição.